Pesquisar

Fone: +55 (19) 3201-1051

Controle e exatidão absoluta sobre seus negócios

Com observância rigorosa a cada regime e foco nos negócios de cada cliente, oferecemos serviços de contabilidade de forma pontual ou através de contrato mensal. Mais que uma obrigação legal da empresa, a parceria com o Grupo Mary via contrato mensal traz grandes vantagens, como redução de custos, atendimento personalizado e imersivo caso a caso, identificação mais rápida de gargalos e facilidade na resolução de entraves, com orientação próxima e frequente.

Sempre atentos às mudança

Contratar um serviço mensal de contabilidade confere à sua empresa uma grande vantagem competitiva: a adequação imediata a novas leis e revisões de legislação. O Grupo Mary monitora constantemente as mudanças de lei da categoria de sua empresa, mantendo em dia sua saúde fiscal e evitando prejuízos.
Para saber mais detalhes deste serviço, entre em contato conosco!

Flexibilidade de vencimentos na transição entre escritórios

Muito são os motivos que podem levar você e sua empresa a trocar de escritório de contabilidade. Atento a estas necessidades, o Grupo Mary elabora situações favoráveis à contratação de serviços.

Oferecemos propostas coerentes com os honorários já pagos para o contador anterior, de acordo com o porte e movimento de sua empresa, e com primeiro vencimento somente no mês seguinte ao do mês de pagamento dos últimos honorários do contador anterior. A condição da proposta será apresentada em Minuta Contratual, de forma transparente, e alterada mediante as condições acordadas.

Área Contábil

  • Orientação e elaboração do controle patrimonial de acordo com estrutura vigente, com especialistas na execução da contabilidade das empresas nos regimes: Lucro Real, Lucro Presumido, Microempresa (ME), Pequeno Porte (EPP), Simples, etc.
  • Livro Caixa para Imposto de Renda de profissionais liberais.

Para saber mais detalhes da nossa atuação nesta área, entre em contato conosco!

Área Fiscal

  • Planejamento Tributário.
  • Assessoria, assistência e consultoria fiscal e tributária.
  • Orientação e controle da aplicação dos dispositivos legais vigentes, sejam federais, estaduais ou municipais.
  • Elaboração da declaração anual de rendimentos e documentos correlatos.
  • Atendimento das demais exigências previstas em atos normativos, bem como em eventuais procedimentos de fiscalização.
  • Parcelamentos de Débitos Fiscais em todos os órgãos.
  • Cumprimento das Obrigações Acessórias.

Para saber mais detalhes da nossa atuação nesta área, entre em contato conosco!

Área Trabalhista e Previdenciária

  • Folha de pagamento.
  • Orientação e controle da aplicação dos preceitos da Consolidação das Leis do Trabalho, bem como daqueles atinentes à Previdência Social, PIS, FGTS e outros aplicáveis às relações de emprego mantidas pela contratante.
  • Admissão e demissão de funcionários, com acompanhamento junto aos sindicatos e demais órgãos fiscalizadores.
  • Homologação.
  • PPRA (Programa de Prevenção dos Riscos Ambientais) e PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional).
  • Manutenção dos Registros de Empregados e serviços correlatos.
  • Atendimento das demais exigências previstas na legislação, bem como de eventuais procedimentos de fiscalização.
  • Registro de Autônomos e Registro de Domésticas.

Para saber mais detalhes da nossa atuação nesta área, entre em contato conosco!

Uma empresa deve, por lei, contratar serviços permanentes de contabilidade?

Muitos empreendedores têm dúvida se precisam contratar e manter serviços de contabilidade de suas empresas. A resposta é sim: pela lei, com exceção do Microempreendedor Individual, todas as empresas são obrigadas a manter serviços de contabilidade permanentemente. Segundo o Código Civil:

“Art. 1.179. O empresário e a sociedade empresária são obrigados a seguir um sistema de contabilidade, mecanizado ou não, com base na escrituração uniforme de seus livros, em correspondência com a documentação respectiva, e a levantar anualmente o balanço patrimonial e o de resultado econômico.”

Também o artigo seguinte (Art. 1.180) dispõe que o Livro Diário é obrigatório, e sua escrituração deve obedecer as Normas Brasileiras de Contabilidade. O art. 1.182 é mais incisivo ao prever que a escrituração é de responsabilidade de contabilista habilitado, exceto se não houver este profissional na localidade. Ainda assim, tal hipótese não exime o empresário da responsabilidade pela escrituração (art. 3º do Decreto no 64.567/69).
A empresa que não mantém sua contabilidade em ordem incorre em crime falimentar em caso de insolvência, conforme prescreve a Lei de Falências, capítulo “disposições penais” (Lei 11.101/2005):

“Art. 178. Deixar de elaborar, escriturar ou autenticar, antes ou depois da sentença que decretar a falência, conceder a recuperação judicial ou homologar o plano de recuperação extrajudicial, os documentos de escrituração contábil obrigatórios:
Pena – detenção, de 1 (um) a 2 (dois) anos, e multa, se o fato não constitui crime mais grave.”

A falta de controle nas contas da empresa pode caracterizar o que o art. 50 do Código Civil denomina “confusão patrimonial” por “abuso da personalidade jurídica”, fazendo com que os sócios ou administradores de sociedades limitadas respondam com seus bens particulares por eventuais prejuízos causados.

Portanto, a falta de contabilidade gera consequências gravíssimas à empresa e aos administradores, sócios e titulares.